Diminuir Fonte Aumentar Fonte Alto Contraste

Campus de Vitória da Conquista, 19 de junho de 2019

UESB Governo do Estado da Bahia

DISCIPLINA OPTATIVA: Didática da História: Fundamentos Teórico-Empíricos (PPGED 047)

PROFESSOR(A): A combinar

CARGA HORÁRIA: 45 h (3 créditos)

Ementa: Teoria do ensino e da aprendizagem histórica. Formação da consciência histórica. Desenvolvimento do pensamento histórico. Currículo e currículo de história. Ideias de professores e alunos sobre história. Cultura histórica.

Bibliografia:

ASHBY, Rosalyn. Desenvolvendo um conceito de evidência histórica: as idéias dos estudantes sobre testar afirmações factuais singulares. In: Educar, Curitiba, Especial: Editora UFPR, 2006, p. 151-170. Disponível em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/educar/article/view/5542/4056>.

BARCA, Isabel. Educação histórica: uma nova área de investigação. In: Revista da Faculdade de Letras. Porto, III, Série, vol. 2, 2001, p. 13-21. Disponível em: <http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/2305.pdf>.

______; SCHMDT, M. A. Educação histórica: investigação em Portugal e Brasil. Braga: Centro de Investigação em Educação/Universidade do Minho. 2009.

BERGMANN, Klaus. A História na reflexão didática. Dossiê História em Quadro-Negro: escola, ensino e aprendizagem. In: Revista Brasileira de História. São Paulo: vol.9, n. 19, p. 29-42, set.1989/fev.1990.

BITTENCOURT, Circe M. Fernandes. Conhecimento histórico: conceitos fundamentais. In: ______. Ensino de história: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004, p. 191-216.

CAINELLI, Marlene. Educação histórica: perspectivas de aprendizagem da história no ensino fundamental. In: Educar. Especial. Curitiba. 2006, p. 57-72.

______. Ensinar história: um estudo sobre as práticas de ensino e a produção de narrativas históricas por professores de história da educação básica (Paraná-São Paulo 1998-2014). In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; FRONZA, Marcelo. Consciência histórica e interculturalidade: investigações em educação histórica. Curitiba: W&A Editores, 2016, p. 121-129.

CARDOSO, Oldimar. Para uma definição de Didática da História. In: Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 28, n. 55, June 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102- 01882008000100008&lng=en&nrm=iso>.

CARRETERO, Mario. Perspectivas disciplinares, cognitivas e didáticas no ensino das ciências sociais e da história. In: ______. Construir e ensinar as ciências sociais e a história. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997, p. 15-29.

______; LIMÓN, Margarita. Construção do conhecimento e ensino das ciências sociais e da história. In: ______. Construir e ensinar as ciências sociais e a história. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997, p. 31-54.

______; MONTANERO, Manuel. Enseñanza y aprendizaje de la historia: aspectos cognitivos y culturales. In: Cultura y Educación. 2008, 20 (2), p. 133-142. Disponível em: <http://www.ub.edu/histodidactica/images/documentos/pdf/ensenanza_aprendizaje_historia.pdf>.

CERRI, Luís Fernando. Os conceitos de consciência histórica e os desafios da didática da história. In: Revista de História Regional. 6(2): 93-112, 2001. Disponível em:   <http://200.201.9.18/index.php?journal=rhr&page=article&op=view&path%5B%5D=84&path%5B%5D=118>.

______. O historiador na reflexão didática. In: História & Ensino, Londrina, v. 19, n. 1, p. 27-47, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/histensino/article/view/14935/13006>.

______. Tipos de geração de sentido histórico. Um estudo com dados quantitativos. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; BARCA, Isabel; URBAN, Ana Claudia. Passados possíveis: a educação histórica em debate. Ijuí: Ed. Unijuí, 2014, p. 179-194.

FONSECA, Selva Guimarães. Didática e prática do ensino de história: experiências, reflexões e aprendizados. 2. ed. Campinas: Papirus. (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico), 2004.

FRONZA, Marcelo. As concepções de verdade histórica e intersubjetividade na aprendizagem de jovens estudantes a partir das histórias em quadrinhos. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; BARCA, Isabel; URBAN, Ana Claudia. Passados possíveis: a educação histórica em debate. Ijuí: Ed. Unijuí, 2014, p. 195-224.

GAGO, Marília. Concepções de passado como expressão de consciência histórica. In: Currículo sem Fronteiras. Vol.7, nº. 1, jan/jun 2007, p. 1 27-136. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.org/vol7iss1articles/gago.pdf>.

GERMINARI, Geyso D. Educação histórica: a constituição de um campo de pesquisa. In: Revista HISTEDBR On-line. Campinas, nº. 42, jun. 2011, p. 54-70. Disponível em: <http://www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/edicoes/42/art04_42.pdf>.

KOSELLECK, R. Historia Magistra Vitae. In: Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

LEE, Peter. “Nós fabricamos carros e eles tinham que andar a pé”: compreensão das pessoas do passado. In: BARCA, Isabel. (Org.) Educação histórica e museus. In: Actas das Segundas Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Braga: Lusografe, 2003, p. 19-36.

______. Em direção a um conceito de literacia histórica. In: Educar.  Curitiba: Editora UFPR, nº. especial, 2006, p. 131-150. Disponível em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/educar/article/view/5543/4057>.

______. DICKINSON, Alaric. ASHBY, Rosalyn. Las ideas de los niños sobre la historia. In: CARRETRO, Mario. VOSS, James F. (Comps.). Aprender e pensar la historia. Buenos Aires: Amorrortu, 2004, p. 217-248.

LIBÂNEO, José Carlos. A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a teoria histórico-cultural da atividade e a contribuição de Vasili Davydov. In: Revista Brasileira de Educação. Nº. 27, set/ out/nov/dez, 2004, p. 5-25. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n27/n27a01.pdf>.

______. Didática: velhos e novos temas. 2002. Disponível em: <http://www.slideshare.net/jotaluiz/jose-carlos-libaneo-livro-didatica-libneo-7231007>.

RAMOS, Márcia Elisa Teté. Pensamento dos jovens em comunidades virtuais sobre a história e seu ensino. In: CAINELLI, Marlene. SCHMIDT, Maria Auxiliadora dos S. Educação histórica: teoria e pesquisa. Ijuí: Editora Unijuí, 2011, p. 293-313.

RÜSEN, Jörn. Didática: funções do saber histórico. In: ______. História viva: teoria da história: formas e funções do conhecimento histórico. Trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2007, p. 85-133.

______. Aprendizagem histórica: fundamentos e paradigmas. Tradução: Peter H. Rautmann, Caio da C. Pereira, Daniel Martineschen, Sibele Paulino. Curitiba: W. A. Editores, 2012.

______. Aprendizado histórico. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; MARTINS, Estevão de Rezende (Orgs.). Jörn Rüsen: contribuições para uma teoria da didática história. Curitiba: W. A., 2016, p. 84-91.

______. O que é cultura histórica? Reflexões sobre uma nova maneira de abordar a história. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; MARTINS, Estevão de Rezende (Orgs.). Jörn Rüsen: contribuições para uma teoria da didática história. Curitiba: W. A., 2016, p. 54-81.

SADDI, Rafael. Didática da história como sub-disciplina da ciência histórica. In: História & Ensino, Londrina, v. 16, n. 1, p. 61-80, 2010. Disponível em: <file:///D:/Tida/Downloads/11603-44822-1-PB.pdf>.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. Literacia histórica: um desafio para a educação histórica no século XXI. In: História & Ensino. Laboratório de Ensino de História. Vol. 15, 2009. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/histensino/article/view/11424>.

______. Cognição histórica situada: que aprendizagem histórica é esta? In: ______. BARCA, Isabel. (Org.). Aprender história: perspectivas da educação histórica. Ijuí: Editora Unijuí, 2009a, p. 21-51. (Coleção cultura, escola e ensino).

______. GARCIA, Tânia M. B. A formação da consciência histórica de alunos e professores e o cotidiano em aulas de História. Dossiê: Ensino de História: novos horizontes. In: Cadernos Cedes. Campinas, vol.25, n.67, p.297-308, set./dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v25n67/a03v2567.pdf>.

______. BARCA, Isabel. (Orgs). Aprender história: perspectivas da educação histórica. Ijuí: Editora UNIJUI, 2009.

SIMAN, Lana Mara. A temporalidade histórica como categoria central do pensamento histórico: desafios para o ensino e a aprendizagem. In: DE ROSSI, Vera Lúcia S; ZAMBONI, Ernesta (Orgs.). Quanto tempo o tempo tem! Educação, filosofia, psicologia, cinema, astronomia, psicanálise, história… Campinas, SP: Alínea, 2005.

SIMÃO, Ana Catarina Gomes L. L. A importância da evidência histórica no uso do conhecimento histórico. In: CAINELLI, Marlene. SCHMIDT, Maria Auxiliadora dos S. Educação histórica: teoria e pesquisa. Ijuí: Editora Unijuí, 2011, p. 143-166.

VEIGA, Ilma Passos A. Didática: uma retrospectiva histórica. In: ______. (Coord.). Repensando a didática. 5. ed. Campinas, SP: 1991, p. 25-40.

BUSCA

Parceiros

ppg
capes
cnpq
fapesb
periodicos
dgp

Contato Rápido

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEd)
Estrada do Bem Querer, KM 04
Vitória da Conquista –  Bahia
CEP: 45083-900
Fone: (77) 3424-8749
E-mail: ppged@uesb.edu.br