Graduação

Ciência da Computação: gerindo ferramentas, métodos e sistemas computacionais

por Emanuela Lisboa

SONY DSC

Formar profissionais com bases científicas e tecnológicas na área de Computação, capazes de contribuir para a evolução do conhecimento científico e tecnológico, respeitando princípios éticos, é a proposta do curso de Ciência da Computação da Uesb, campus de Vitória da Conquista, que completará 20 anos em 2017. Implantada em 1997, a graduação se propõe a formar profissionais capazes de utilizar o conhecimento adquirido no curso para avaliar, especificar e desenvolver ferramentas, métodos e sistemas computacionais, atuando de forma bem-sucedida na área acadêmica e/ou no mercado de trabalho.

Informações básicas

Criação: 1997
Modalidade: Bacharelado
Campus: Vitória da Conquista
Duração Mínima: 10 semestres

Primeiro da área na região Sudoeste, o curso já formou muitos profissionais. Acompanhando a graduação desde o início, o vice-coordenador do Curso, professor Roque Mendes Prado Trindade, que foi aluno da primeira turma, relembra os primeiros passos da graduação. “Na época, Vitória da Conquista não tinha perspectiva de mercado para o egresso de nosso curso. Tanto é que nossos primeiros alunos formados tiveram que fundar suas empresas, sendo, posteriormente, os responsáveis por absorver uma parte dos nossos egressos no mercado de trabalho”, comenta o professor.

Trindade ainda destaca algumas conquistas da graduação ao longo de suas quase duas décadas. “Com quase 20 anos de curso, já exportamos egresso para o Canadá, para pós-graduação na França e fornecemos mão de obra qualificada para vários órgãos públicos como bancos, Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e Petrobrás. Temos um grande número de egressos nas pós-graduações nos grandes centros do Brasil. Acredito que o curso é uma opção de realização para a comunidade regional que tem interesse em se desenvolver na área de Tecnologia da Informação”, ressalta.

Implantado há 20 anos, o curso de Ciência da Computação da Uesb foi o primeiro da área na região Sudoeste.

Marcelo Aires é um desses profissionais egressos do curso que optou pela carreira acadêmica. Atualmente, o jovem faz mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Bahia, na área de Computação Aplicada. “Meu maior incentivo para seguir carreira acadêmica é o conhecimento e os muitos professores que tive durante todo meu processo de aprendizado na escola e na Universidade”, comenta.

Segundo Aires, diferentemente do que muitos acham, um Bacharel em Ciência da Computação, ao término do curso, tem um excelente embasamento teórico sobre as mais diversas áreas da computação. “Redes, banco de dados, programação, entre outras, fazem parte do campo de atuação do profissional. Com este intuito, o curso de Ciência da Computação da Uesb é excelente. Foi esta base teórica que me ajudou nos meus projetos e também a seguir na vida acadêmica”, destaca. Aires participou de alguns projetos, dentre eles o TheLivery, aplicativo elaborado juntamente com três amigos para facilitar o serviço de comida entregue a domicílio. “Além deste aplicativo, já participei do desenvolvimento de outros projetos nas organizações por onde passei e também já palestrei em alguns eventos sobre o desenvolvimento de aplicativos”, ressalta.

Com um quadro docente composto de mestres e doutores, o curso de Ciência da Computação desenvolve pesquisas nas áreas de Robótica, Educação, Matemática Computacional, Programação, entre outras. Também há a Semana de Computação (Secomp), evento realizado pelo Colegiado, que possibilita diferentes atividades com o objetivo de promover a reflexão sobre temas da Computação como Tecnologia da Informação (TI) e outras questões referentes à sociedade atual, permitindo troca de experiências entre professores, estudantes, comunidade e profissionais do ramo na região Sudoeste.