Graduação

Educação Física traz qualidade de vida e bem-estar

por Carlos Santos

Educação Física
O curso de graduação em Educação Física da Uesb, campus de Jequié, está completando 20 anos formando profissionais para promoção da capacidade física e da saúde por meio da prática de atividades corporais com aulas, projetos e ações fora da sala de aula. Criada em 1996, a Licenciatura plena em Educação Física tem o objetivo principal de habilitar os discentes para exercer a função educadora no ensino Fundamental, Médio e Superior.

Informações básicas

Criação: 1996
Modalidade: Licenciatura
Campus: Jequié
Duração mínima: 8 semestres

No campo do ensino, o corpo administrativo e docente do curso se baseia em princípios éticos com intuito de consolidar a vocação daqueles que escolhem cursar Educação Física. O princípio básico é produzir e revitalizar conhecimentos teóricos e científicos, bem como questões voltadas para a prática profissional. De acordo o coordenador do curso, professor Robério Chaves Pinheiro, o projeto curricular da graduação articula as necessidades específicas da formação de professor, exigências legais, com as demandas específicas da área de conhecimento da Educação Física, e com as exigências sociais para a Educação e demais elementos construtivos da sociedade. “Trata-se de licenciatura ampliada que contempla as diversas áreas que compreendem os conhecimentos tratados pela Educação Física”, enfatiza.

A graduação também permite aos alunos adquirir conhecimentos genéricos na área não formal, capacitando-os para atuar em academias, condomínios, clubes, centros sociais urbanos, clínicas, entre outros espaços de esportes, saúde e lazer. Nailine Souza, que formou no curso em 2013, conta que, erroneamente, muitas pessoas ainda vêem a Educação Física como “uma área em que se resume a jogar bola”, porém, trata-se uma área bem ampla, que possibilita ao profissional seguir diferentes caminhos. “O curso de Educação Física da Uesb é licenciatura plena, o que permite, após a formação, trabalhar tanto na área de educação como na área de esportes e performance”, explica Souza.

Além de ser fundamental para o rendimento esportivo, o educador físico tem um importante papel para promoção de qualidade de vida da população, uma vez que a prática esportiva, devidamente orientada, contribui para evitar doenças e lesões e promove saúde. Segundo Nailine Souza, esse é o campo que sempre tenta encaminhar sua perspectiva de trabalho.

Ações de Pesquisa e Extensão

A graduação caracteriza-se por um expressivo número de núcleos de estudos e pesquisa relacionados à área, além de contar com uma série de ações de extensão, que são pautadas na aproximação da Uesb com a comunidade. Assim, os 162 alunos, regularmente matriculados no curso, têm a oportunidade de vivenciar atividades da prática desportiva, bem como de participar da realização de estudos e pesquisas.

Em 2017, o curso de Educação Física completará 20 anos formando profissionais para promoção da capacidade física e da saúde.

Atualmente, o curso conta com seis núcleos que desenvolvem trabalhos e ações em diferentes linhas. O primeiro deles a ser criado foi o Núcleo de Estudos em Atividade Física & Saúde (Neafis). Reunindo professores-pesquisadores, alunos-bolsistas e voluntários, o Neafis, idealizado pelos professores Jair Sindra Virtuoso Junior e Hector Luiz Rodrigues Munaro, tem como missão trazer para o meio científico o estudo dos efeitos agudos e crônicos do exercício sobre variáveis morfo-fisiológicas, assim como também a administração da prática esportiva. “A abordagem multidisciplinar com o envolvimento de docentes e discentes de vários cursos da Uesb, além de ser uma das prioridades, também se configura como característica marcante do grupo de trabalho e investigações”, salienta Hector Munaro.

Além do Neafis, o curso de Educação Física conta com o projeto Corpo, História e Cultura (Corphoris), o Núcleo de Epidemiologia do Envelhecimento (Nepe); o Núcleo de Estudos em Saúde da População (Nesp), e o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Física, Esporte e Lazer (Nepeel), que, além de contribuírem para a formação dos graduandos, desenvolvem um importante trabalho junto a comunidade, fortalecendo as ações de extensão no campus de Jequié.