Brasão UESB/Governo da Bahia

Estímulo à aplicação social de tecnologias desenvolvidas na Uesb

Extensão

Principal 002
Na década de 1930, o matemático inglês Alan Turing chefiou a equipe que criou uma máquina tida como precursora do computador, capaz de decifrar mensagens codificadas usadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse período, talvez Turing não imaginasse que esse feito traçaria as bases para o computador moderno e seus derivados, muito menos a dimensão que tomariam as ramificações dessa invenção quase 90 anos depois.

Uma delas é destaque no campus de Jequié, com o projeto de extensão “Fábrica de Software: Laboratório Experimental de Desenvolvimento de Software com Integração Social”, desenvolvido pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Softwares (CPDS), vinculado ao Departamento de Ciências e Tecnologias (DCT).

“Tecnologia Assistiva”

 Isaac Barbugian, aluno portador de deficiência auditiva, do quarto ano do CEMSF e Letícia Silva, discente portadora de deficiência visual, do curso Sistemas de Informação da Uesb, jogando videogame pela primeira vez, guiados pelo som e visão.
Nas ações de imersão tecnológica, a equipe da Fábrica proporciona aos participantes um momento de “Tecnologia Assistiva”, possibilitando que deficientes visuais e auditivos joguem vídeo game, guiados pelo som e pela visão. Na foto (acervo), Isaac Barbugian, aluno portador de deficiência auditiva, do quarto ano do CEMSF, e Letícia Silva, discente portadora de deficiência visual, do curso Sistemas de Informação da Uesb, jogando videogame pela primeira vez. 

Desde 2017, o projeto atende as comunidades interna e externa à Uesb, a partir de quatro ações macro: formação de pessoas com vistas à atuação no mercado de desenvolvimento de softwares, uso de tecnologias na formação profissional; desenvolvimento de software, a partir de demandas identificadas junto às comunidades interna e externa à Uesb; ações de imersão tecnológica, a partir da promoção de atividades promovidas no CPDS e em escolas públicas de Jequié; difusão de tecnologias com aplicação social.

Entre as contribuições da Fábrica para as demandas internas da Uesb está a criação do software Sistema de Gerenciamento de Extensão (SigExt), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Proex), no qual acontece a tramitação das ações extensionistas da Universidade. Fora da Uesb, as novidades também estão ganhando espaço, como o software Request Escola, que está sendo implantado no Centro Estadual de Educação Profissional Régis Pacheco (CEEP), em Jequié, para auxiliar na gestão de uso de equipamentos e espaço físico.

Outro destaque do projeto são as ações itinerantes de imersão tecnológica, como a #AldeiaTEC, que aconteceu em 2018, no Centro Educacional Ministro Simões Filho (CEMSF), em Jequié. A ação ofereceu, para alunos e professores, oficinas de desenho, robótica, jogos inclusivos, entre outras atividades. “Essas ações objetivam dar oportunidade para que as pessoas possam conhecer e experimentar aplicações tecnológicas aplicadas a domínios diversos. Essa é uma ação muito especial, pois levamos a tecnologia para acesso de toda a população”, explica a professora Cláudia Ribeiro, coordenadora do Programa.

A #AldeiaTEC envolveu professores e alunos do Fundamental 1 e 2,  possibilitando, entre outras coisas, a descoberta de talentos. “Temos um laboratório que não era usado por falta de manutenção e, com a ação, a utilização do laboratório foi intensificada. Descobrimos também vários talentos, inclusive com a oficina de robótica. Neste ano, aguardamos que a parceria seja fortalecida, já que colhemos bons frutos”, destacou a professora do Centro Educacional Ministro Simões Filho, Marilene Silva.

Expansão de tecnologias

As tecnologias estudadas na Universidade vão além do virtual e vêm tomando forma por meio de outras ações, como as desenvolvidas pelo Programa de Apoio à Caprinovinocultura (Procriar). O Programa existe desde 1997, sendo voltado para produtores de baixa renda e para o estímulo do desenvolvimento de caprinos e ovinos no Sudoeste baiano, com assistência técnica especializada.

As tecnologias estudadas na Uesb vão além do virtual e vêm tomando forma por meio de ações que promovem assistência técnica especializada para pequenos produtores rurais.

Aliando biotecnologia à realidade dos produtores rurais da região, o Programa explora vertentes de melhoramento genético que vão desde a inseminação artificial até a “Transferência de Embriões Caprinos”, projeto piloto que vem se tornando a aposta do Procriar. A ideia é multiplicar o material genético das fêmeas, a fim de melhorar a qualidade dos animais.

Mas como isso acontece? “Pegamos um reprodutor de alta qualidade genética e colocamos em reprodução com as fêmeas do nosso rebanho, e fazemos, por meio do processo de aplicação, especialmente de hormônios, a multiplicação de filhos que teria dentro da barriga dessa fêmea. Ela geraria um ou dois animais. [Com a técnica], ela passa a ter 10, 15 embriões na barriga. Coletamos de volta, em um processo semicirúrgico, selecionamos os embriões viáveis e colocamos dentro da barriga das cabras dos produtores rurais, que chamamos de barrigas de aluguel”, explica o coordenador do Programa, professor Jurandir Cruz.

Das 14 fêmeas que fizeram parte do projeto piloto, sete ficaram prenhas. “Cada uma recebe dois embriões, e o esperado na prática é que a gente tenha uma taxa de, pelo menos, 50% de gestação. Assim, se a fêmea produzir dois embriões, serão, no mínimo, seis cabritos, teoricamente, no mesmo período de gestação, comparado com o procedimento natural”, reforça um dos parceiros do projeto, o professor Bruno Bastos, da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?