Brasão UESB/Governo da Bahia

Uesb é referência em ações de extensão na Bahia

Extensão

montagem2

A missão das universidades de promover transformações sociais por meio do conhecimento vai além da sala de aula. Esse processo ganha ainda mais força quando dialoga diretamente com a comunidade na qual essas instituições estão inseridas a partir das chamadas ações extensionistas.

Ao longo da sua história, a Uesb trabalha para assegurar a articulação entre o saber científico produzido dentro dela e o atendimento das necessidades da sociedade. Essas ações são geridas pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, com o objetivo de garantir uma contribuição social efetiva da Universidade para a população.

Nos últimos dez anos, mais de 1,5 milhão de pessoas foram alcançadas por ações promovidas pela Uesb com caráter de extensão.

Nos últimos dez anos, mais de 1,5 milhão de pessoas foram alcançadas por ações promovidas pela Uesb com caráter de extensão. “A Uesb desenvolve ações extensionistas em vários municípios da região do Sudoeste, abrangendo, também, municípios de outras regiões, de outros estados e até de outros países, por meio de convênios de cooperação firmados com a finalidade de replicar nossas ações extensionistas em comunidades com características semelhantes às nossas”, aborda a professora Gleide Pinheiro, pró-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários.

Alinhada à Política Nacional de Extensão, a Uesb desenvolve projetos, programas, eventos e cursos de extensão em oito eixos temáticos: Comunicação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Produção, e Trabalho.

Anualmente, um Edital é lançado para seleção das ações que serão desenvolvidas por professores, estudantes, técnicos e analistas universitários dos campi de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Ao longo do ano, propostas sem ônus também podem ser submetidas. Para 2019, 160 propostas foram aprovadas para serem executadas junto à comunidade.

Contribuição histórica

Durante os anos, diversas ações de extensão se consolidaram na Universidade, transformando suas atividades em programas capazes de atingir gerações distintas e pessoas de diversos municípios. É o caso do Programa Janela Indiscreta Cine-Vídeo, implantado, no campus de Vitória da Conquista, no ano de 1992.

Nesses quase 27 anos de trajetória, o cinema se tornou o aliado na construção do saber e no acesso ao conhecimento. “O objetivo primordial do Janela é essencialmente extensionista, porque é fazer o cinema chegar às pessoas como uma fonte de conhecimento, como um bem simbólico e cultural, como uma possibilidade mediadora de construção de conhecimentos no mundo”, explica Raquel Costa, coordenadora do Programa.

Nesse processo de formação, o Programa já realizou, por meio do cinema, dezenas de projetos com formatos e abordagens distintos, capazes de contemplar desde crianças, como a Mostrinha de Cinema Infantil, até sessões especiais para idosos. Além disso, cidades com menos de 50 mil habitantes – como Anagé, Piripá, Condeúba, Caraíba –, onde a população nunca imaginou a possibilidade do cinema chegar, foram contempladas com o “Janela Indiscreta Itinerante”, ação que esteve em diversos municípios baianos.

Integração com outras instituições

Como forma de ampliar os horizontes no fazer extensionista a partir de experiências construídas por outras instituições, a Uesb integra o Fórum de Pró-Reitores de Extensão, o ForProex. O espaço promove reuniões em nível nacional, regional e estadual.

“O Fórum é onde temos a oportunidade de debater sobre políticas de extensão na Universidade e nos posicionar diante das diversas situações que nossos extensionistas vêm experienciando ao longo do tempo com a redução e, em muitos casos, suspensão do orçamento para essa finalidade”, analisa a pró-reitora de Extensão.

Em nível local, a Uesb deu início, no fim de 2018, a encontros com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), o Instituto Federal da Bahia (Ifba) e faculdades privadas da região. Segundo Gleide, o intuito é fortalecer a extensão no território onde a Uesb está inserida, fazendo com que “cada instituição contribua com ações nas quais já tem expertise, visando, assim, a promoção de melhorias nas condições de vida da população”.

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?