Brasão UESB/Governo da Bahia

Pioneirismo: UESB implanta disciplina Espiritualidade e Saúde

Graduação

Principal

Historicamente, a formação em saúde era focada para o cuidado técnico, pois considerava o ser humano apenas como um corpo físico. Nas últimas décadas, no entanto, este olhar tem-se ampliado e diversos estudos científicos têm demonstrado a influência da espiritualidade em tratamentos de saúde.

Vários artigos e trabalhos de conclusão de cursos de graduação e pós-graduação, tanto nas universidades brasileiras quanto em instituições estrangeiras, vêm tratando do tema. Diante disso, há alguns anos, tem aumentado a discussão sobre a importância da inclusão da disciplina Espiritualidade e Saúde nos cursos de graduação da área de Saúde. No Brasil, a primeira instituição a implantar a disciplina foi a Universidade de Taubaté, em seu curso de Medicina. Na Bahia, a Uesb é a pioneira. A Universidade passou a oferecer a disciplina no semestre letivo 2018.1.

“Nos Estados Unidos, 90% das escolas médicas oferecem a disciplina. No Brasil, apenas 10% aborda esta formação. Já a Uesb é a primeira universidade da Bahia a implantar esta disciplina nos cursos de Saúde”, ressalta a professora Agnes Claudine La Longuiniere, vinculada ao Departamento de Saúde 2 (DS 2) e responsável pela implantação da disciplina na Universidade.

Com o objetivo de desenvolver habilidades para o cuidado integral ao paciente, levando em consideração sua dimensão espiritual, a UESB implantou a disciplina Espiritualidade e Saúde, no campus de Jequié.

A disciplina Espiritualidade e Saúde, inicialmente, é optativa e está sendo ofertada no campus de Jequié. Segundo a coordenadora, o objetivo é desenvolver habilidades para o cuidado integral ao paciente, levando em consideração sua dimensão espiritual, além de discutir estratégias de inclusão da espiritualidade no seu plano terapêutico.

O coordenador do Núcleo de Pesquisas em Bioética e Espiritualidade (Nube), professor Sergio Yarid, explica que “a espiritualidade tem sido relacionada à melhoria da qualidade de vida, bem-estar físico e mental, além de contribuir para o enfrentamento de doenças. Esses benefícios comprovados nas pesquisas não são apenas para pacientes, mas para seus familiares e também profissionais de saúde”.

O médico Edson Carlos Sampaio Silva, professor e coordenador do Colegiado de Medicina do campus de Jequié, reforça a necessidade da disciplina. “Apesar da importância da espiritualidade para a saúde ter sua comprovação científica, pesquisas apontam que a maioria dos profissionais de saúde não se sente preparados para incluir a dimensão espiritual do paciente no seu plano terapêutico. Eles apontam que a formação profissional não oferece informações suficientes sobre o tema para o desenvolvimento desta competência”, pondera o professor.

Ao término da disciplina Espiritualidade e Saúde, os discentes deverão estar habilitados em distinguir o que é espiritualidade e religião e compreender, baseado em dados históricos e científicos, o papel que a espiritualidade exerce no processo da doença, do tratamento, da evolução, da cura e do prognóstico. “A espiritualidade tem uma visão holística do ser humano, pois servirá para auxiliar no tratamento das patologias. A intenção é melhorar e estabilizar as energias corporais, e isso contribui na motivação, autoestima e no bem-estar dos pacientes”, comenta Eduardo Andrade Pedrosa, aluno do segundo ano de Medicina.

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?