Graduação

Vestibular da UESB movimenta economia na região

por Wellington Nery

comercio
Mesmo com a mudança de três para dois dias ocorrida este ano, o Vestibular da Uesb continua sendo um vetor de estímulo à economia da região, sobretudo nas cidades sedes dos campi universitários. Diversos setores da economia regional, como hotéis, restaurantes, lanchonetes, táxi, mototáxi e outros meios de transporte e vendedores ambulantes, são beneficiados com a chegada dos milhares de vestibulandos e seus familiares.

O Vestibular da Uesb é um importante vetor de estímulo à economia da região.

Em Jequié, o setor de hotelaria foi o que mais teve movimentação este ano com a realização do Vestibular da Uesb. Segundo Germano Ribeiro, sócio-proprietário de um hotel localizado no centro da cidade, a ocupação nos hotéis da região chegou a mais de 90%, sendo poucos os que não atingiram sua lotação máxima. “Eu tenho muito que agradecer à Uesb, porque o Vestibular é um momento diferente que movimenta a cidade. Todos os hotéis, se não estão com 100%, estão no mínimo com 90% de ocupação. O Vestibular tem sim um grande impacto na economia, pois esses adolescentes estão aqui com suas famílias consumindo os produtos e serviços ofertados em Jequié”, afirmou Ribeiro.

Já em Itapetinga, conforme o recepcionista de uma pousada e restaurante, Anderson Pereira Silveira, também houve um aumento nas hospedagens.  “Nesse ano, nós registramos um aumento de mais de 50% na procura de hospedagem por pessoas que estão na cidade para o Vestibular da Uesb. Esperamos que o movimento aumente após as provas, principalmente, no restaurante”, anseia Silveira.

Em Vitória da Conquista, não foi diferente. “Aqui no hotel, já no início de dezembro, todos os nossos quartos estavam ocupados para os dias do Vestibular, o que representa uma procura superior a 70% para o período”, contou Iure Dias, recepcionista de um hotel na cidade. Ainda em Conquista, as empresas de Táxi também comemoraram o grande movimento devido ao exame. Segundo uma delas, nas horas que antecederam às provas, o aumento foi de aproximadamente 50%.

A comerciante Elcinda Thaís aproveitou a movimentação de vestibulandos e familiares para ampliar as vendas de seu pequeno comércio localizado em frente a um dos locais de prova em Jequié. Ela, que comercializa água, refrigerantes, sucos, salgados e bombonieres, diz que o Vestibular da Uesb ajuda muito a diminuir os efeitos nesse momento de crise pelo qual passa o país. “O vestibular é importante, porque a crise está muito grande e com um movimento que proporciona dá mais uma renda para o comércio”, avalia a comerciante.

Não é só o mercado formal que lucra com a realização do Vestibular da Uesb. Próximo aos locais de provas, os vendedores ambulantes também comemoram o aquecimento das vendas. A ambulante Milena Nascimento aproveitou a ocasião para comercializar água, refrigerante, suco natural e salgados. “A movimentação do vestibular deste ano foi ótima! Graças a Deus, eu consegui boas vendas”, comemora a ambulante que vendeu quase todo seu estoque de água.

Álvaro Tavares, dono de um food truck, estacionado próximo a um dos locais de prova do Vestibular da Uesb 2017, também lucrou com o processo seletivo. Ele que, além de comercializar alimentos e bebidas, aproveitou para vender canetas com as especificações recomendadas pela instituição promotora do processo seletivo àqueles vestibulandos desprevenidos. “A época do vestibular aquece mais as vendas. Hoje mesmo melhorou um pouco, vendi mais água mineral e canetas para os candidatos esquecidos”, revela Tavares.