Brasão UESB/Governo da Bahia

Apresentação

Ampliando os produtos de comunicação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), a Assessoria de Comunicação lançou, em fevereiro de 2016, a Revista Eletrônica da Instituição. Em formato digital, a publicação busca informar sobre os mais diversos aspectos da Universidade, dentro dos padrões jornalísticos já adotados pela Assessoria.

Com edições gerais e temáticas, a Revista Eletrônica agrega conteúdo, praticidade no acesso e proximidade com seu público. Lado a lado com as mídias sociais da Uesb, a publicação vai mostrar os três campi de óticas diferentes, contando sempre com a opinião e interação do leitor.

Sobre a Uesb

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia completa 35 anos em 2016. Precisamente no dia 25 de agosto de 1981, foi assinado o Decreto n.º 28.169, pelo então Governador Antônio Carlos Magalhães, que autorizava o funcionamento da Instituição nos campi de Vitória da Conquista, Jequié e Itapetinga. Sua história, porém, tem início 12 anos antes, com a criação da Faculdade de Formação de Professores de Vitória da Conquista, com sede onde atualmente funciona a Escola Estadual Adélia Teixeira. Era o início da política de expansão e interiorização do Ensino Superior na Bahia, impulsionada pelo Governador, à época, Luiz Viana Filho. No ano seguinte, como continuidade dessa política, foi criada a Faculdade de Formação de Professores de Jequié. Nos dois municípios, os cursos de Licenciatura curta em Letras e Estudos Sociais foram os primeiros a ser implantados.

Em 1980, já com papel de destaque na região, a Faculdade de Formação de Professores se torna a Fundação Educacional do Sudoeste da Bahia. No mesmo ano, a Fundação deu lugar à Autarquia Educacional. Em Vitória da Conquista, a sede passou a ser a Fazenda Candeias, uma área de 260 hectares, antiga propriedade do casal Jorge Teixeira Alves da Silva e Adélia Teixeira da Silva, desapropriada em favor do Governo da Bahia, que a destinou à educação superior. Em Jequié, a sede da Autarquia passou a ser a Fazenda Provisão 2, que pertencia ao casal Antônio Lomanto Júnior e Hildete Brito Lomanto. Posteriormente, a Fazenda Campinas, doada à Instituição pela Sociedade Brito Lobo Ltda, e uma área adquirida junto à Loja Maçônica Obreiros do Rio de Contas, passaram a integrar o patrimônio do campus. Nessa mesma época nasceu o campus de Itapetinga, que, a princípio, manteve suas atividades nos Colégios Estaduais Agroindustrial e Jandiroba. Somente em 1988, após intenso movimento no ano anterior, o Governo do Estado, com mediação da Prefeitura Municipal, adquiriu uma fazenda pertencente à família de Juvino Oliveira, local onde atualmente funciona o campus de Itapetinga, que leva o nome do seu antigo proprietário. Os primeiros cursos implantados após a extinção da Faculdade de Formação de Professores foram: Agronomia e Administração (em Vitória da Conquista); Enfermagem (em Jequié); e Zootecnia (em Itapetinga).

Com o Decreto n.º 28.169/81, a Autarquia deu lugar à Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. De lá para cá, a Instituição cresceu e se firmou como um dos principais vetores do desenvolvimento regional, através dos milhares de profissionais formados, da injeção direta de receita na economia, da construção de um capital humano, social, cultural e científico de valor inestimável. Ao longo de três décadas e meia, tendo como legado o alicerce da antiga Faculdade de Formação de Professores, a Uesb construiu uma história de protagonismo. A injeção direta de recursos na economia regional por parte da Universidade pode ser resumida em dois aspectos: o esporádico, que engloba a realização de eventos e o impulso ao turismo de negócios; e o contínuo, não apenas através do pagamento de professores e servidores técnico-administrativos, mas também das despesas dos estudantes oriundos de outros municípios e Estados brasileiros. A Universidade termina 2015 com 47 cursos de graduação. De Zootecnia a Engenharia de Alimentos, de Enfermagem a Odontologia, de Letras a Medicina, passando por História, Geografia, Direito, Pedagogia, Cinema e Vídeo, Jornalismo! Acrescentem-se, ainda, 19 mestrados e 6 doutorados próprios. Estudantes, professores e servidores técnico-administrativos movimentando a engrenagem de uma das principais instituições de ensino superior do Estado, com reconhecimento Brasil afora.

img-itap

img-jqee

img-vtca

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?