Brasão UESB/Governo da Bahia

Os primeiros passos de uma universidade

Especial 40 anos

Em 30 de dezembro de 1980, decreto do Governo do Estado estabeleceu a criação da Autarquia Universidade do Sudoeste

Ainda no fim da década de 1970, a Fundação Faculdade de Formação de Professores já arava a terra, para germinar uma Universidade na região Sudoeste. Naquela época, com dois cursos em Jequié (Ciências e Letras) e a formação em Letras, em Vitória da Conquista, a semente do que se tornou a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia contava com menos de 100 alunos matriculados.

A proposta para a criação de uma universidade se deu a partir do anseio da comunidade e, também, de uma política estadual de interiorização do acesso ao Ensino Superior, iniciada na década de 1960. Foi nesse período que o Plano Integral de Educação do Governo do Estado instalou as Faculdades de Formação de Professores nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Jequié e Vitória da Conquista.

Campus de Jequié, fim da década de 1970

No entanto, somente no início da década de 1980, as discussões para a criação de uma Universidade se consolidaram com a estruturação dos primeiros cursos da Uesb: Zootecnia, em Itapetinga; Enfermagem, em Jequié; e Agronomia, em Conquista. O curso de Ciências, em Jequié, foi desmembrado, mais tarde, nos cursos de Biologia e Química.

Desafios não faltaram para quem participou do processo de implantação ou para quem esteve presente no início, como o ex vice-reitor, professor Rui Macedo, e a professora Ana Angélica Barbosa. “A estrutura física onde funcionavam as Faculdades de Formação era precária, havia deficiência de professores e de técnicos administrativos, mas as licenciaturas curtas cumpriram seu papel, foram muito importantes para a formação de uma clientela que não tinha possibilidade de participar de cursos universitários na capital”, explica o professor Rui Macedo.

A comunidade ansiava pela implementação de uma universidade pública e as políticas governamentais buscaram atender essa necessidade. A soma desses fatores resultou na ampliação do acesso ao Ensino Superior no interior do Estado, em prol da valorização do profissional recém-saído dos cursos técnicos de magistério.

“Com a dedicação do corpo docente e administrativo, as Faculdades de Formação de Professores foram ganhando notoriedade pelo trabalho oferecido. Havia um desejo muito grande dos formados nas licenciaturas curtas, tanto em Jequié, como em Vitória da Conquista”, lembra o professor.

Campus de Itapetinga, fim da década de 1990

Construção coletiva

O que marcou, de fato, a implantação da Universidade, de acordo com a professora Ana Angélica Barbosa, foi a publicação do Decreto nº 94.250, em 22 de abril de 1987, autorizando o funcionamento da Instituição. Até chegar nesse passo, foram cerca de quatro anos de articulações, organização de documentos e estruturação acadêmica e administrativa.

“Considero que a articulação interna mais importante foi a elaboração da Carta Consulta, documento construído coletivamente, que foi encaminhado para a autorização da atual Uesb. Entre 1982 e 1986, fizemos um trabalho de reorganização curricular dos cursos de licenciatura, e aconteceram as implantações das habilitações em Biologia e em Química”, completa a professora.

O crescimento já era perceptível. De 1985 a 1991, os relatórios administrativos mostravam que haviam 1656 alunos matriculados nos três campi da Instituição. Depois, em 1998, a Universidade foi credenciada pelo Conselho Estadual de Educação. Com essa etapa, que vinha sendo pleiteada desde a sua implantação, a Uesb consolidou-se como uma universidade pública, proporcionando maior autonomia no uso de suas atribuições.

Campus de Vitória da Conquista, anos 2000

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?