Brasão UESB/Governo da Bahia

UESB tem todos os cursos regulamentados

Graduação

reconhecimento

Atualmente, a Uesb conta com 47 cursos de graduação, distribuídos em Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. Com essa grande oferta de cursos, a Instituição é uma das principais responsáveis pela formação de profissionais no interior da Bahia. A excelência da Universidade em formar e capacitar pessoas para atuar nos mais diversos tipos de mercado de trabalho é confirmada, formalmente, pelo Reconhecimento dado às suas graduações, por meio do Conselho Estadual de Educação, ligado diretamente ao Ministério da Educação (MEC).

Na Uesb, todos os cursos estão regulamentados, sendo que 87% já foram reconhecidos.

Para uma Instituição, ter um curso reconhecido é sinônimo de qualidade, pois significa que a Universidade conseguiu planejar, organizar e implementar um projeto pedagógico que atendesse, de forma plena, às Diretrizes Curriculares Nacionais. Os egressos das graduações reconhecidas, por sua vez, recebem seus diplomas com registro do MEC, como um símbolo de certificação de qualidade, que o possibilita se inserir no mercado de trabalho, bem como dar prosseguimento à vida acadêmica, por meio de uma pós-graduação, por exemplo.

Processo de Reconhecimento

O processo de Reconhecimento é necessário para os cursos novos de uma Instituição. Com o curso iniciado, a Universidade precisa fazer o encaminhamento do processo de Reconhecimento da graduação, contendo as informações já pré-estabelecidas pela legislação. “Os cursos novos têm um prazo para encaminhar os seus processos para o Conselho Estadual de Educação – a partir de 50% de funcionamento até o momento da integralização. Então, em uma graduação de quatro anos, o ideal é que, a partir do segundo ano, seja dada entrada no processo para ser submetido ao Conselho”, explicou Marcelo Nolasco, gerente acadêmico da Uesb.

Uma vez enviado o processo, o Conselho encaminha à Universidade uma comissão de avaliação de curso. “Eles vêm verificar in loco se as informações que constam no processo são de fato verídicas”, comentou Nolasco. Assim, são verificadas as instalações físicas, como salas de aula, laboratórios e bibliotecas, analisada a qualificação do corpo docente, bem como a matriz curricular do curso, entre outros quesitos. Depois dessa etapa, o Conselho Estadual de Educação emite seu parecer, o que, normalmente, ocorre após a formação da primeira turma.

Processo para Renovação de Reconhecimento

A Renovação de Reconhecimento de Curso consiste no processo de revalidação, por parte do MEC, o qual garante a permissão da oferta de um curso. Este processo ocorre periodicamente. Além da avaliação do corpo docente, dos aspectos didáticos e pedagógicos e da infraestrutura, para um curso ter o Reconhecimento renovado são levadas em conta as notas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade).

Nesse sentido, para a professora Talamira Taíta Brito, pró-reitora de Graduação, o reconhecimento de um curso deve ser entendido como um desdobramento do trabalho de professores, alunos, servidores e gestão administrativa/acadêmica da Universidade. “O Reconhecimento é um resultado do esforço coletivo. Podemos afirmar que é um momento de coroamento para todos aqueles que acreditaram no potencial do curso, que se esforçaram para o mesmo dar certo”, ressaltou a pró-reitora.

Cursos reconhecidos da UESB

Ainda conforme Nolasco, na Uesb, todos os cursos estão regulamentados, sendo que 87% já foram reconhecidos. Os cursos de Ciências Sociais e Psicologia, no campus de Vitória da Conquista, e de Física, no campus de Itapetinga, que foram os últimos a serem implantados na Universidade, estão passando pelo processo de encaminhamento das informações para o Conselho. Já os cursos de Dança, no campus de Jequié, e Química com Atribuições Tecnológicas, no campus de Itapetinga, já receberam a visita da comissão de avaliação e aguardam o parecer do Conselho. O curso de Teatro, por sua vez, aguarda a visita do Conselho.

O último curso da Uesb a ser reconhecido foi o de Cinema e Audiovisual. No último mês de março, o Conselho aprovou o reconhecimento da graduação por seis anos. Para o professor Paulo Roberto Pinto Santos, aprovações de reconhecimento de cursos mostram que a Instituição está no caminho certo ao mesmo tempo que aumentam a responsabilidade de potencializar o ensino que é oferecido.  “Esse resultado nos coloca com objetivo de avançar ainda mais na melhoria da infraestrutura e na qualificação do corpo docente, garantindo a manutenção da qualidade dos profissionais formados pela nossa Universidade”, afirmou o reitor.

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?