Brasão UESB/Governo da Bahia

Universidade oferece oportunidades de emprego desde o estágio

Especial 40 anos

A jornalista Mariana e a pedagoga Rosângela iniciaram as trajetórias profissionais em estágios na Uesb

Ao longo dos seus 40 anos, a Uesb se consolidou como um celeiro de oportunidades. Além de ser uma das grandes responsáveis pela formação e qualificação de profissionais, a Universidade é um dos locais que mais gera empregos na região.

Atualmente, a Universidade conta com mais de dois mil postos de trabalho diretos, distribuídos nas cidades de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. “Estamos, hoje, com 1.062 docentes, 380 analistas e técnicos efetivos e 632 funcionários terceirizados. Com esse quadro de pessoal, a Uesb cumpre a sua missão maior: formar o cidadão para o exercício profissional nas diversas áreas do conhecimento”, destaca o professor Elinaldo Leal, pró-reitor de Administração.

Rosângela coordena o Naipd, em Itapetinga

Além do grande número de profissionais empregados pela Universidade, o pró-reitor destaca a qualidade do corpo técnico. A Uesb é “uma Instituição produtora e disseminadora do conhecimento técnico-científica-cultural, portanto, trata-se de um polo demandante de recursos humanos altamente qualificados”, complementa.

Muitos desses profissionais foram formados e qualificados pela própria Instituição. São pessoas que ingressaram nos cursos de graduação da Uesb e, posteriormente, encontraram na Universidade o caminho para ascenderem profissionalmente. Uma dessas funcionárias é Rosangela Batista, coordenadora do Núcleo de Ações Inclusivas para Pessoas com Deficiência (Naipd), em Itapetinga.

Depois de finalizar o curso de Pedagogia na própria Uesb, em 2011, Rosangela se tornou servidora efetiva da Universidade. Mas antes mesmo da aprovação no concurso público, a Uesb foi o seu primeiro ambiente de atuação profissional. Quando ainda estava na graduação, Rosangela trabalhou na Universidade como estagiária, entre os anos de 2007 e 2008.

Para ela, a possibilidade de estágio é um grande diferencial da Uesb em relação às outras empresas. “A logística da Uesb quanto à sensibilidade ao primeiro emprego desponta no ranque de grandes empresas do Brasil, oferecendo oportunidades a quem busca seu primeiro trabalho e experiência profissional”, comemora a servidora.

Uesb: janela para o mundo

O estágio proporcionado pela Uesb também foi um divisor na vida profissional da jornalista Mariana Aragão. Em 2010, quando estava no segundo semestre do curso de Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, ela passou em uma seleção para estagiar na TV Uesb. “Essa foi uma experiência fundamental, por ter sido meu primeiro contato com o mercado de trabalho”, relembra Mariana.

Mais do que a primeira oportunidade de atuação na sua própria área, o estágio foi uma vitrine para a jornalista. Após dois anos estagiando na TV Uesb, ela foi selecionada para atuar como estagiária na TV Sudoeste, afiliada da Rede Globo em Vitória da Conquista. “Meu período de estágio seria de um ano, já que estava no último ano de formação. Quando venceu esse período, eu fiz teste pra uma vaga de repórter que estava aberta na emissora. E sei que minha contratação foi possível também pela experiência que eu já tinha do período que atuei como repórter na TV Uesb”, conta.

Mariana, que já participou de transmissões nacionais dentro do Grupo Globo, hoje é apresentadora do Programa Globo Esporte, da Rede Bahia. Ao olhar para trás, ela destaca o quanto a possibilidade do estágio na Uesb foi importante para sua carreira. “A chance de conhecer a prática da profissão nos ajuda a entender melhor essa escolha e definir em qual área atuar. Acredito muito e defendo que o estágio é o primeiro passo para entrar no mercado de trabalho”, afirma a jornalista.

Na área de Comunicação, a Uesb também se destaca como uma das principais empregadoras no interior da Bahia. A Universidade conta com o Sistema de Rádio e Televisão Educativas (Surte) e com a Assessoria de Comunicação, que absorve dezenas de profissionais, muitos deles formados pela própria Uesb, além de estagiários do curso de Jornalismo. Atualmente, a Universidade emprega 24 jornalistas.

Matérias mais vistas

confira as matérias com mais cliques em nossa revista eletrônica

Especial 40 anos
Os primeiros passos de uma universidade
Especial 40 anos
A educação na região Sudoeste...
Especial 40 anos
Passado e presente se encontram em...
Especial 40 anos
40 anos desbravando os caminhos da...
Especial 40 anos
Uesb impulsiona crescimento...
Assistência Estudantil
Políticas afirmativas garantem...
Especial 40 anos
Onde são formados os professores da...
Especial 40 anos
Pesquisa e extensão a serviço da...
Especial 40 anos
40 fatos sobre a Uesb que você...
Especial 40 anos
Laboratórios qualificam a formação...
Especial 40 anos
Universidade oferece oportunidades de...
Especial 40 anos
Qual a cara da Uesb dos 40 anos?